Quarta-feira, 24 de Maio de 2006

Tempo

 

O tempo passa... tudo fica igual

O tempo escorre e tudo permanece

A erosão corrói ... mudamos

A mente entorpece, o corpo envelhece

Tudo petrifica e eterniza

Ignorando-nos

O medo e a dor escraviza

Toma conta e destrói

Moldando-nos

O Futuro encobre o que a memória esquece

O Presente ocupa-nos

E o Passado arrefece!

( Alberto Vagaroso )


publicado por Porcelinna às 14:06
link do post | deixa uma loucura... | favorito
|
4 comentários:
De Anita a 24 de Maio de 2006 às 18:46
não conheço esse poeta mas definitivamente tem bons pensamentos! Boa Porcelinna!!! Beijocas



De Jo a 24 de Maio de 2006 às 18:49
Oi Porcelinna! Bom poema, faz nos pensar que a vida é tão efemera que só temos mesmo uma solução: VIVER!!! Boa vida pa ti...


De Nika a 26 de Maio de 2006 às 22:09
Quem o escreveu devia estar com saudades de alguém ... No amor sentimo-nos muitas vezes escravos do tempo... o tempo muda-nos os olhos...Gostei muito!! Beijocas


De C.P. a 26 de Maio de 2006 às 23:24
De facto o tempo é um grande malandro principalmente quando causa saudade e nos faz sentir tão impotentes... É uma grandeza da vida e quem escreveu o poema soube definir o tempo com uma veracidade que me arrepiou... Ao ler o poema senti-me pequeno....


Comentar post

.Aquilo que sou

.pesquisar

 

.Maio 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
25
26

28
29
30
31


.A minha alma

. ...

. Tempo

. Arco-Iris da Vida

. Dias de vento

. Sem Titulo

. Uma lágrima

. Ao pensar em ti

. Só quero ser tua

. A tua rosa

. ...

.Memórias passadas

. Maio 2006

. Abril 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds